Depois de virar patinho feio, Brasil volta aos poucos a atrair estrangeiros

Noticias 27/09/2012

País perdeu espaço para outros emergentes, dizem gestores de recursos americanos e europeus, que agora veem sinais de retorno, principalmente para private equity


Os investidores norte-americanos pararam de atender os telefonemas do gestor brasileiro João Saldanha, sócio da GTI Investimentos, há cerca de cinco meses. “Quando dizíamos que éramos do Brasil, não nos atendiam mais. O País virou o patinho feio dos emergentes desde maio, quando a nossa bolsa começou a cair com mais força,” afirma. A gestora, que tem um terço de seus recursos investidos vindos da Europa, tentava atrair clientes norte-americanos. Mas o momento, diz ele, não era o melhor para isso.

De queridinho dos investidores interessados nos países emergentes há dois anos, Brasil passou a excluído nos últimos meses, com a economia patinando e o governo colocando a mão em setores importantes – o que gera incerteza em quem investe dinheiro no País. Para gestores de fundos de investimentos no exterior, como Saldanha, o Brasil só não saiu de moda de uma vez por todas porque, no exterior, costuma-se pensar mais em longo prazo. Além disso, Copa do Mundo, Jogos Olímpicos e o esperanças com o mercado doméstico mantiveram a brasa de acesa.

Entretanto, Saldanha acredita que a imagem brasileira no exterior tem se recuperado desde o final de agosto, e as medidas macroprudenciais tomadas pelo governo desde o ano passado ajudam. “Agora, já estamos vendo resultado de ações do governo e o País está ganhando atenção novamente”, acrescenta.


Fonte: http://economia.ig.com.br


Notícias Relacionadas

LER MAIS

Declaração Negativa de Comunicação COAF.

16.01.2019

Época de Entregar a Declaração ao COAF.

LER MAIS

Declaração Negativa de Comunicação COAF.

16.01.2019

Época de Enviar a Declaração Negativa de Comunicação COAF.