Expectativa do brasileiro tem a maior alta desde janeiro de 2011

Noticias 31/10/2012

"Os brasileiros acreditam na recuperação da economia. Por isso, esperam que os preços e o desemprego não aumentem nos próximos meses", avalia Marcelo Azevedo, economista da CNI.


Após três meses de estabilidade, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) aumentou 2,8% em outubro, na comparação com setembro, e alcançou 116,4 pontos, o maior valor registrado desde janeiro de 2011, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em relação ao mesmo mês do ano passado, o Inec subiu 3,1%.

"Os brasileiros acreditam na recuperação da economia. Por isso, esperam que os preços e o desemprego não aumentem nos próximos meses", avalia Marcelo Azevedo, economista da CNI.

A maioria dos componentes do Inec confirma o aumento do otimismo em relação ao desemprego, ao endividamento e à inflação.

O índice de expectativa de evolução do desemprego cresceu 9,1% em outubro na comparação com setembro e atingiu o maior valor desde março de 2011. Conforme a metodologia da pesquisa, o aumento do indicador significa que a expectativa de aumento no desemprego caiu no mês.

Já o índice de endividamento aumentou 7,4% em outubro na comparação com setembro. "Isso reflete tanto uma queda do percentual de entrevistados que afirmou ter aumentado seu endividamento na comparação com os últimos três meses como um aumento da percepção de queda no endividamento", destaca o estudo.

Em outubro, o indicador de expectativa de evolução da inflação cresceu 5,5% em relação ao mês anterior, interrompendo uma sequência de quatro meses consecutivos de queda. "O indicador encontra-se 12,1% acima do apurado de 2011, indicando otimismo muito superior ao verificado no ano passado", informa a pesquisa.

 

Fonte: http://www.brasileconomico.ig.com.br


Notícias Relacionadas

LER MAIS

Declaração Negativa de Comunicação COAF.

16.01.2019

Época de Entregar a Declaração ao COAF.

LER MAIS

Declaração Negativa de Comunicação COAF.

16.01.2019

Época de Enviar a Declaração Negativa de Comunicação COAF.