Corrida por economias seguras alimenta fenômeno dos juros negativos

Noticias 12/07/2012

Em inversão da lógica econômica, investidores têm de pagar para emprestar a alguns governos.


A corrida dos investidores por economias que oferecem menor risco está fazendo com que alguns governos e bancos centrais tomem empréstimos e recebam depósitos a juros negativos. Na prática, isso significa que ao emprestar para os governos desses países - entre eles Alemanha, Suíça, Dinamarca, Estados Unidos e, mais recentemente, França - os investidores algumas vezes têm de pagar ao invés de receber remuneração.

Trata-se de um fenômeno novo, que tomou forma nos últimos três meses, impulsionado pelo agravamento da crise global, diz Wilber Colmerauer, diretor da consultoria de investimentos Brazil Funding, com sede em Londres.

Só para mencionar um exemplo, recentemente um título de dois anos da dívida alemã, por exemplo, oferecia rendimentos de - 0,012%. O valor é estipulado em leilão. Ele determina que um investidor que emprestou uma determinada quantia para o governo alemão, receberá um pouco menos que essa mesma quantia em 48 meses.

A experiencia recente mais radical nesse sentido parece ser a da Dinamarca, que adotou juros nominais negativos para depósitos no Banco Central (BC) na semana passada, seguindo um caminho semelhante ao tomado pela Suécia de forma isolada em 2009. Segundo o Financial Times, a Suíça estaria estudando adotar medidas semelhantes para conter a valorização de sua moeda.

Hoje, bancos particulares precisam pagar 0,2% para colocar seu dinheiro no BC dinamarquês, além de 0,23% ao comprar títulos do governo do país.

Em muitas das grandes economias desenvolvidas, as taxas reais de juros - descontada a inflação - há algum tempo já eram negativas, o que significa que a alta de preços corroía o ganho dos depósitos e investimentos em títulos do tesouro.



Fonte: http://g1.globo.com/economia


Notícias Relacionadas

LER MAIS

Declaração Negativa de Comunicação COAF.

16.01.2019

Época de Entregar a Declaração ao COAF.

LER MAIS

Declaração Negativa de Comunicação COAF.

16.01.2019

Época de Enviar a Declaração Negativa de Comunicação COAF.